BLOG DA MAGIA

A Música ligado ao Divino


A MÚSICA LIGADA AO DIVINO

Além de a música ser uma das sete artes liberais, tem uma grande importância na vida do ser humano.

Considerada como um idioma universal, ela é compreendida por qualquer pessoa independente de idade, sexo ou credo.

Tem a propriedade de penetrar em qualquer lugar aonde exista o elemento ar, responsável pela sua propagação.

Vamos analisar o que é a música segundo o esoterismo.

A música é a arte de organizar sons. Toda arte consiste em organizar um material de acordo com as “leis” e um propósito.

Assim como a Trindade Divina dentro da Maçonaria é representada pelas três luzes, VM.’. 1º Vig e 2º Vig, na musica ela é formada pela harmonia, ritmo e melodia.

A harmonia (parte espiritual) é aquela sustentação de notas que se intercalam dando uma massa que vai fazer essa locomoção da força do verbo, representada pela Coluna da Sabedoria.

O ritmo seria o corpo ou o efeito, o principio mais denso da música, representado pela Coluna da Força.

A melodia representa a alma, o que normalmente mais gravamos. Um exemplo bem claro disso é a 9ª sinfonia de Beethoven, que nos faz entrar em sintonia com o chakra coronal, representado pela Coluna da Beleza.

Assim como existem os 72 Anjos de Deus e os 72 Espíritos da Goetia, existem os sete Anjos da Música.

Mas de onde vêm esses Anjos?

Como havia explicado antes sobre a Trindade Musical constituída pela Harmonia, Ritmo e Melodia, podemos associar cada um ao mantra hindu AUM, que é constituído pelo Ah Om e Ma, novamente na Trindade Musical seria o VM.’., 1º Vig.’. e 2º Vig.’. que ao ser pronunciado AUM, nos remete ao Eterno.

O AH representa o espírito, o Om a alma e o Ma a parte do corpo. Quando pronunciamos o AUM ou OM, temos Deus manifestado na terra através do verbo.

Através da pronuncia do AUM ou OM, essa força é dividida em sete anjos cada um ligado a uma nota musical, bem como um dia da semana, planeta, cor, etc.

Iniciamos pelo DÓ, RÉ, MI, FÁ, SOL, LÁ e SI, que são as sete possibilidades do verbo pronunciadas.

Por isso os grandes compositores como Beethoven Bach e Mozart apresentavam suas sinfonias em determinado tom. Sonata para piano em Ré. Ao ouvir uma sinfonia em determinado tom, estamos despertando uma força cósmica em nós através do anjo associado ao mesmo.

Cada tom está ligado a um elemento:

Dó= Fogo (Astral) Anjo Samael

Ré= Terra (Força)

Mi= Éter ligado ao Anjo Michael

Fá= Força do Ar

Sol= Uma das facetas mais sutil do Éter

Lá= Faceta do Éter (mais denso)

Sí= Força da Água

A Trindade do AUM se tornam as sete notas musicais que ocultam as cinco notas ocultas do Tetragrammaton. Somando sete mais cinco resulta nos doze signos zodiacais. Que na música são chamados de semitons, sustenidos ou bemóis.

Temos na faixa audível e visível do ser humano as sete notas musicais Dó ligado ao vermelho, Ré ao laranja, Mí ao amarelo, Fá ao verde, Sol ao azul, Lá ao índigo e Sí ao violeta.

Dos semitons, que seria a parte invisível, temos Dó # ao infravermelho, Lá # ao ultravioleta, Ré # ao preto, Sol # ao branco.

Da junção do Ré # preto com o Sol # branco temos o Fá # que gera a energia do KUNDALINI ou TELÚRICA.

Ou seja, o Fá # KUNDALINI se junta com o Fá normal gerando a força do PENTAGRAMA, conectando o baixo ao alto.

Resumindo a música é formada pelo TETRAGRAMMATON, que é o som das quatro palavras gerando um quinto elemento, o PENTAGRAMA ou o EU SOU, equilíbrio perfeito.

A clave de SOL sendo a quinta nota representa o TETRAGRAMMATON, numa pauta musical temos cinco linhas e quatro espaços entre elas, o que significa o espírito e a matéria juntos através das sete notas construindo o poder oculto do som.

Percebam a força da aritmética dentro da música onde tudo se funde.

Através do verbo podemos criar como já mencionei em outros trabalhos, por sermos Semi Deuses, porque Semi Deuses, porque nós seres humanos não temos ainda a consciência de que somos Deuses.

A palavra ao ser formada vem da manifestação da nossa língua junto com nossa boca, resultando no sexo da criação. Ou seja nossa língua representa o falo e a boca a vagina e através de ambos criamos qualquer coisa. Para os magos com conhecimento, chamamos isso de o poder do encantamento.

Dentro da Maçonaria também temos essa criação, pois o LL.’. após ser aberto representa a vagina e o Maçom ao entrar no templo o Falo, criando dessa maneira o ser perfeito ou atingindo o EU SOU, nos dando a consciência de que somos Deuses.

Os grandes compositores como Bach, Beethoven, Mozart e outros, através de seus conhecimentos ocultos nos ligam ao TETRAGRAMMATON por intermédio de suas sinfonias.

Somando a trindade musical com as sete notas musicais, mais os semitons chegamos no número 22, que são os arcanos maiores do tarot.

Ao jogar tarot, temos acesso a todo esses cálculos e também através dos 22 arcanos maiores do tarot, podemos entender desde o ingresso do maçom na Ordem até sua evolução.

Bem como as 22 letras do alfabeto hebraico que estão intimamente ligadas aos 22 Arcanos Maiores do tarot.

Sintetizamos todo esse conhecimento numa palavra chamada “MANTRIKA SHATKY”, que é o poder de plasmação através do som.

Um exemplo de MANTRIKA SHATKY seria o católico rezando Ave Maria, Pai Nosso. Toda religião usa o MANTRIKA SHATKY por meio de cantos evocando as forças da Natureza, através de sua energia e conhecimento.

Para despertar o MANTRIKA SHATKY precisamos desenvolver a trindade do verbo.

Que é constituída pela entonação (vontade), deve conter ideia (mente) e emoção (coração).

A trindade então fica vontade, amor e sabedoria.

A magia é justamente a utilização com conhecimento dessa trilogia, ou seja, concretizar uma ideia ou pensamento com conhecimento.

O mago com o conhecimento correto do som que envolve o som dos três, sete e doze faz, utilizando a nota certa relacionada ao elemento correto, transformações maravilhosas em si ou em qualquer ambiente.

Dentro da nossa Ordem o M.’. de Harmonia é o responsável pelo equilíbrio entre a aritmética e a música, resultando na abertura de portais e acesso a entidades.

Não podemos esquecer-nos de mencionar sobre a prática do MANTRIKA SHATKY pelas religiões africanas.

Os médiuns ao limpar ou descarregar uma pessoa durante uma sessão, muitas vezes batem palmas ou estalam os dedos.

Nesses simples atos os sons produzidos entram em ressonância com os miasmas e lavras astrais, os destruindo por completo.

Nós seres humanos temos os elementos dentro de nós como estados de consciências.

O elemento TERRA, são nossos ossos, unhas e dentes.

O elemento ÁGUA constitui 65% do nosso corpo.

O elemento FOGO seria nosso sangue, linfa da vida, que contém nosso DNA espiritual.

O elemento AR está presente nos pulmões.

Quando temos o conhecimento esotérico conseguimos através dos quatro elementos despertar o quinto dentro de nós, representado pelo pentagrama, atingindo o que chamamos de EU SOU.

Músicos como Bach, Beethoven e Mozart tinham esse conhecimento, razão pelo qual são até hoje venerados.

Outra prova da aritmética ligada a música é na afinação do lá em 432Hz. Essa frequência foi obtida através de cálculos por estar em completa harmonia com a natureza. Instrumentos de cordas afinados nessa frequência produzem músicas agradáveis aos nossos ouvidos e conseguem fazer a ponte entre energias telúricas e prânicas.

Grande músicos como Mozart e Verdi, basearam suas músicas todas em 432Hz por motivos esotéricos.

Infelizmente em 1917 a Federação Americana dos Músicos alterou a afinação de 432Hz para 440Hz em razão do exército americano em parceria com a indústria farmacêutica. Motivo principal, a nova frequência permite que as pessoas sejam controladas e que o acesso ao seu subconsciente seja bloqueada, além de incentivar a venda de medicamentos enriquecendo os laboratório farmacêuticos.

Meus queridos IIr.’. para entrarmos em sintonia com o Alto, devemos ouvir músicos como Beethoven, Mozart, Bach, Vivaldi e outros. Mas acima de tudo devemos saber o que queremos alcançar, pois cada um desperta uma consciência dentro de nós. Para ouvirmos uma sinfonia, precisamos fazer como quando entoamos uma prece, ter um objetivo definido. Ouvir música clássica sem saber qual a consciência que será despertada, seria como orar por obrigação.

Não podemos esquecer-nos da frequência de 528Hz, que segundo o Dr. Leoanrdo Horowitz é a frequência musical matematicamente responsável pela criação do matrix, denominada de frequência do AMOR, ela conecta nosso coração a nossa essência espiritual, estreitando a ponte entre a realidade do céu e da terra.

Da frequência de 528Hz, chegamos ao número “6”, pois somando 5+2+8=15 e 1+5=”6”, que segundo Pitágoras reflete a espiral do céu na totalidade da terra, ou seja a manifestação física da LUZ.

A frequência de 528Hz também é associado a limpeza do nosso DNA espiritual o qual através dela podemos limpar e modificar nosso destino ou karma.

Essa frequência é a bioenergia da saúde e longevidade. É a vibração harmônica que eleva nosso coração a Divina voz em harmonia com o paraíso.

Featured Posts
Recent Posts
Archive
Search By Tags
Siga nos
  • Facebook Basic Square

SEJA MUITO BEM

VINDO

AO TEMPLO DE MAGIA

© 2013 por TEMPLO DE MAGIA NEGRA