BLOG DA MAGIA

Semântica das Letras

A SEMÂNTICA DAS LETRAS

A língua de Moisés é tão lógica que representa sempre três sentidos: um natural ou material, um simbólico e um espiritual. Para descobrir o sentido simbólico e o espiritual é necessário conhecer o valor semântico das letras. Por isso, apresentamos aqui a significação que têm as letras do alfabeto hebraico:

ALEPH (A), sendo o primeiro som que o ser humano articula e a primeira letra do alfabeto, exprime a idéia de unidade e do princípio; designa a causa, a força, a atividade; o poder, a estabilidade; o homem como unidade coletiva.

BETH (B) designa o interior e ativo; o poder plasmante, o germe, a paternidade, o Criador, a habitação, o objeto central.

GHIMEL (O) é o sinal de organismo, expressão de envolvimento material do corpo, seus órgãos e suas funções.

DALETH (D) denota a natureza divisível, abundância, divisão, nutrição.

HE (H, E) é símbolo de fôlego, princípio vivificante, vida absoluta e de toda idéia abstrata do ser; alma, espírito; como sufixo designa o feminino e, às vezes, exprime a veneração.

Vô (V): esta letra é como um nó que liga ou um ponto que separa o Ser e o Não-Ser. É o sinal convertível universal, que faz passar de uma natureza a outra. Pode ser vogal ou consoante; como vogal tem dois sons: A, que é sinal da luz espiritual, claridade e clareza, limpidez, brilho; e U, que é sinal do som e do ouvido.

Vô é o símbolo do Verbo, isto é, da Palavra interior, da Luz do intelecto. Gramaticalmente, serve para verbalizar todas as raízes.

ZAIN (Z) designa a tendência, o esforço dirigido a um fim determinado, a causa final, a refração luminosa, a indicação.

CHETH (Ch, pronunciado como em alemão) é sinal da existência elementar, rudimentar, protoplástica; exprime também equilíbrio, idéia de calor, trabalho e ação moral e legislativa.

TETH (T) indica resistência e proteção, teto, abrigo, refúgio, conservação, renovação, os dois princípios: o bem e o mal.

IOD (I), quando vogal, simboliza a Divindade (é o mais alto dos sons vogais); é imagem da manifestação potencial, duração espiritual, eternidade e do poder ordenador. Tornando-se consoante, designa duração material.

KHAPH (K, aspirado) é o símbolo de assimilação, afinidade, coesão, matriz cosmogônica, vida refletida e passageira, fôrma, molde, modelo, objetos.

LAMED (L) exprime a idéia de extensão, elevação, ocupação, expansão, possessão, instrução, desenvolvimento.

MEM (M) é símbolo de maternidade, fecundidade, formação plástica, ação exterior, passividade; água, líquido, fluidez. Como letra final, exprime coletividade e pluralidade.

NUN (N) denota o ser produzido ou refletido, a existência individual e corporal, filho, fruto, geração. Como letra final, tem o sentido aumentativo e dá à palavra toda a extensão individual de que a coisa exprimida é suscetível.

SAMEKH (S) simboliza o movimento circular, a circunferência, a redondez, a renovação cíclica, o universo.

HWAIN (Hw ou CE) indica a idéia de matéria, as relações físicas, ruído, vento, vazio; o que é desarmônico, confuso, curvo, falso, perverso.

PE (P ou Ph) representa a palavra, a boca, o pensamento, o ensino, a

cópula, a beleza.

TSADE (Ts) simboliza o pensamento fixo em algum propósito; vontade, ordem, sugestão, movimento determinado para certo fim; termo, alvo, solução, cisão.

KOPH (K ou Q) é o símbolo de compreensão, arma ofensiva, golpe, ferida, dano; designa também voz, escrita, letra, lei.

RESH (R) representa a cabeça humana, a unidade psíquica do ser; a faculdade de sentir, querer e pensar; o movimento, a reflexão, a origem, a repetição.

SHIN (Sh=ch ou x português) é imagem de renovamento das coisas quanto a seu movimento; existência, duração relativa, transformação, vegetação, reinos da natureza.

THÔ (Th, aspirado), antigamente x (cruz), é o sinal dos sinais; simboliza a reciprocidade, a abundância, a resistência, a proteção e a perfeição.

Exemplos em palavras:

AL, Deus (Unidade, poder, princípio x extensão, elevação).

GAN, esfera orgânica: no sentido restrito: jardim.

HOH, ser: é a raiz HH (he-he) verbalizada pela vogai O, ou Vô. ACH, irmão: a letra Cheth designa o equilíbrio, a igualdade. NOACH ou NOÉ: ponto de equilíbrio, repouso da natureza. AMAR, falar: A = o homem, M concebe e dá à luz, R o que sente, quer ou pensa.

ADAM ou ADÃO: A = o homem, D inteligente, M (letra final) coletividade; porque Adão não é nome de pessoa ou indivíduo, mas de Homem Universal, isto é, da Humanidade.

Featured Posts
Recent Posts
Archive
Search By Tags
Siga nos
  • Facebook Basic Square

SEJA MUITO BEM

VINDO

AO TEMPLO DE MAGIA

© 2013 por TEMPLO DE MAGIA NEGRA